quinta-feira, 24 de maio de 2012

Sustentabilidade Levada a Sério


Atualmente, devido ao processo de urbanização e a utilização desenfreada dos recursos naturais geramos inúmeros problemas para a preservação humana. Nós da Escola CIEP Ministro Gustavo Capanema, analisamos esta situação e percebemos a necessidade de agir de alguma forma para amenizar a constante destruição que o próprio homem vem causando ao Meio Ambiente por conta da vida moderna. Acreditamos que simples atos podem desencadear grandes melhorias.
Com base no PPP de nossa Unidade Escolar, “Capanema – Uma escola autossustentável”, e no tema gerador deste ano, “AtuAção Transforma”. Ambos em torno da temática Meio Ambiente.
 Em parceria com o projeto BAIRRO EDUCADOR, visamos desenvolver a consciência da preservação do mesmo em nossos alunos a partir de ações que coloquem em prática algumas atitudes cabíveis sobre preservação levando em conta que muitos desses alunos levam o conhecimento adquirido na escola para suas famílias e para sua comunidade.
Em nossas reuniões semanais destinadas para planejamento e estudo, bem como em nossos Centros de Estudo e Conselhos de Classe, pontuamos os aspectos positivos e negativos relacionados às questões sobre meio ambiente que encontramos em nossa comunidade, avaliamos as possibilidades de realização do nosso trabalho e organizamos ações para alcançar nossos objetivos.
Em meio às dinâmicas de grupo, leitura de textos, palestras, oficinas, apresentações e discussões de questões pertinentes ao trabalho realizado na escola, buscamos oferecer aos professores a possibilidade de estudo e atualização em seu ambiente de trabalho.
O CIEP Ministro Gustavo Capanema acredita que o profissional da educação deve estar em constante formação e aperfeiçoamento.















terça-feira, 15 de maio de 2012

Acolhimento no PEJA: Como Funciona?


Esse ano, elaboramos uma apresentação  em power point explicando o que é o PEJA e como é a nossa escola. Essa é uma estratégia para receber alunos novos que funciona  em conjunto com o curta  do Projeto Brasil Alfabetizado.  O curta retrata  um projeto de alfabetização de jovens e adultos no Complexo da Maré. No filme, os alunos falam das dificuldades enfrentadas por não saberem ler e escrever e sobre o desafio de morar e ensinar na Maré. Após o visionamento, os alunos tem a oportunidade de relatar suas experiencias escolares ou ainda os motivos por não terem estudado.
A recepção  dos novos alunos é feita com a  presença  dos alunos  antigos que  também participam da atividade acolhendo  e dando boas-vindas.







domingo, 6 de maio de 2012

O PEJA Na Casa do Pontal


Proposta em torno da atividade:

·         Oportunizar  a visitação e conhecimento a espaços educativos “não formais” proporcionando a acessibilidade aos bens culturais produzidos;
·         Estimular a valorização do patrimônio cultural da cidade  e de obras produzidas por diferentes sujeitos em  seus respectivos contextos históricos, sociais e culturais;
·         Instigar a pensar aproximações e distanciamentos entre as experiências de vida e o lugar e acervo visto.

·         Construir situações de aprendizagem onde o contato com a arte, como objeto de  conhecimento, possa ampliar a leitura e compreensão do mundo e da cultura;
·         Resgatar a memória do vivido,  do visto, do lido, do ouvido e do cantado, com o objetivo de registro, produção de significado, etc.
·         Utilizar diferentes linguagens para registrar, recriar, reler, etc. o que foi apreendido.



"Considerei muito produtivo e significativo a atividade. Enquanto alguém que  visitava, observava e avaliava as possíveis contribuições pedagógicas, aprendi muito. Foi muito interessante ver nossos alunos apresentando suas histórias de vida e estabelecendo relações entre os conhecimentos acumulados e as obras vistas. Creio que juntas oportunizamos uma grande aula, mas individualmente aprendi mais do que podia ter ensinado.
Valeu trabalhar no sábado."   Professora Janete









Quinta da Boa Vista, Museu e muito mais...




"A atividade realizada com as crianças foi uma parceria com o Bairro Eucador. Para isso, seguimos algumas etapas: Na escola levantamos hipóteses sobre o que encontramos em um museu e qual é a sua função. Lemos um texto informativo sobre a Quinta da Boa Vista (Localização, residência dos imperadores, atualmente espaço de lazer). Vimos fotos e alguns alunos pesquisaram na internet. Falamos também sobre quais os comportamentos adequados e permitidos no museu e em áreas públicas como a Quinta da Boa Vista.
Além de ser uma atividade de aprendizagem cultural, aproveitamos para planejar um lanche coletivo. O objetivo desse lanche foi o de sensibilizar nossos alunos para o fato de que pertencem a um grupo e que estarão juntos durante o ano e esse estar tem que ser permeado pelo cuidado, pelo respeito e pela atenção ao outro. Isso envolveu distribuição de responsabilidades em relação ao que levar, como organizar o lanche, distribuir e recolher o lixo, etc. Outro desdobramento foi a produção de relatório sobre a atividade, isso envolveu escrita e reescrita de texto.
No contexto da Quinta da Boa Vista o objetivo era o de sensibilizar nossos alunos de modo que percebessem a beleza do espaço e também apresenta-lo contextualizando-o com a sua importância cultural, histórica e como patrimônio da sociedade. O que exige que seja preservado. Além disso, visitamos o Museu onde os meninos puderam conhecer a evolução da vida através do acervo apresentado no museu.
A turma 1402 é a minha turma. Fomos acompanhados pela Ruth, por Priscila, responsável por um dos alunos (considero importante essa participação, pois aproxima os responsáveis da escola e do trabalho desenvolvido com os alunos. Ela foi a nossa fotógrafa) e por Luana do Bairro Educador."  Professora Janete Trajano