sábado, 29 de outubro de 2011

PEJA constrói uma colcha de retalhos... cheia de histórias, cheia de emoções!



Como é bom relembrar coisas boas e contar histórias! Foi assim que os alunos do PEJA se sentiram no final da oficina desenvolvida pela professora Cacilda no último dia 19/10. Cercada de emoções e de entusiasmo, professora Cacilda contou a história "A colcha de retalhos" de Conceil Corrêa da Silva e Nye Ribeiro Silva. A história conta muitas histórias vividas e "sentidas" a partir de retalhos de costura que sobravam dos trabalhos feitos pela avó de Felipe, personagem principal da história. Após a contação de histórias os alunos foram convidados a contar as suas próprias histórias e depois enfeitar o seu retalho. Cada retalho recebeu um texto, ou melhor, um trecho da sua história. O resultado foi maravilhoso: uma colcha colorida, rica em emoções, cheia de sentimentos, costurada de experiências e enfeitada de sabedorias...
Parabéns aos alunos do PEJA para participação, mais uma vez juntos aprendemos e ensinamos muitas coisas!
Esta atividade foi mais uma ação do projeto "Sou pai, sou aluno" cujo objetivo foi mostrar aos pais a importância de contar e recontar suas próprias histórias de vida aos filhos, valorizando suas vivências e sabedorias. Texto: Professora Janaína Corenza












Leitura da história por um aluno


Professora Cacilda abraça emocionada o aluno, após ver a parte do livro que mais gostou, de forma espontânea  ele pediu pra ler!! - turma do PEJA I bloco I.



quinta-feira, 13 de outubro de 2011

UM DIA COM MEU FILHO NA ESCOLA!


No dia 11 de outubro realizamos mais uma atividade do projeto “Sou pai, Sou aluno”. Neste dia recebemos nas turmas do PEJA, os filhos e/ou netos dos nossos alunos, abrilhantando a aula e dividindo momentos de aprendizagens. O planjamento da aula foi discutido entre os pares e as atividades foram diversificadas: informática, leitura, massa de modelar, produção textual e uso do livro didático. Cada criança, do seu jeitinho pôde contribuir para a aprendizagem de seu ‘pai’ e mais uma vez reforçamos a importância de compartilhar momentos de ensino e aprendizagem com seu filho. O objetivo foi proporcionar as crianças um momento para conhecer a rotina de aulas de seus pais e também favorecer aos adultos a possibilidade de poder "estar junto" com seu filho trocando experiências escolares.
“Gostei muito de fazer 'dever' com minha mãe e ver como ela estuda nesta escola”, reflete a pequena Mayara, de 8 anos de idade, estudante da escola pública e filha de Benedita, aluna do PEJA. TEXTO: JANAÍNA CORENZA - Professora Orientadora
A Professora Rute com a turma 172 na sala de Informática




Ângela (aluna da turma 171) e seus dois netos 






Aluna Solange (Turma 192) com seu filho em sala de aula




domingo, 2 de outubro de 2011

Violência de gênero e suas expressões

O tema do encontro "Violência de gênero e suas expressões" foi uma das ações referentes ao projeto "Sou pai, sou aluno" do Ciep Ministro Gustavo Capanema. Em parceria com a ONG REDES da MARÉ, recebemos a Palestrante Rejane para dinamizar o nosso encontro, que contou com a presença de cerca de 50 alunos, envolvendo também alguns jovens e adolescentes, o objetivo foi desenvolver com os alunos do PEJA a  desconstrução dos estereótipos culturalmente atribuídos a homens e mulheres pela nossa sociedade. Estereótipos estes que fomentam a violência de gênero contra as mulheres desde a constituição da sociedade e que se mantem arraigados até o dia de hoje nas relações afetivas entre homens e mulheres.Buscou-se, também, trabalhar junto aos alunos a seguintes reflexões: Orientações sobre as expressões da violência gênero (violência doméstica, sexual, moral, patrimonial), seus rebatimentos na vida das mulheres, na sociedade e na família, e as formas de enfrentamento desta problemática (a partir da prática de um relacionamento baseado na cultura do respeito e valorização do próximo enquanto sujeito de direito). Os alunos fizeram intervenções durante o encontro e juntos foi possível dialogar e construir, mais uma vez, um espaço democrático de rico. Texto: Professora Janaína Corenza (Professora Orientadora do PEJA)